Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Negócios

24/06/2016

Executivo aponta fatores para empreendedor inovar e ter sucesso na gestão do negócio

Para o presidente da rede de gráficas expressas AlphaGraphics, Rodrigo Abreu, é preciso pensar no longo prazo

Ajustar texto: A+A-

Executivo aponta fatores para empreendedor inovar e ter sucesso na gestão do negócio

Para Rodrigo Abreu (foto), as melhores inovações vêm de empresas que estavam fora de seus campos de atuação
(Arte/TUTU)

O presidente da rede de gráficas expressas AlphaGrafics, Rodrigo Abreu, traça um paralelo entre a corrida (esporte que pratica) e a administração para explicar o sucesso da sua gestão à frente da empresa. Segundo ele, é necessário ter a consciência de que é preciso mudar, a disciplina para começar e fazer dessa mudança um hábito. A empresa, que completou 25 anos no Brasil, conta com mais de 280 franquias espalhadas pelo mundo.

Apesar de acreditar que o cenário macroeconômico vá mudar pouco em 2016 e 2017, com chances mínimas de crescimento do País, Abreu vê oportunidade para a companhia e aposta na entrada no mercado digital. “Para nós, a comunicação deve ser integrada. O futuro da AlphaGrafics é se comunicar com os clientes e ajudá-los a se comunicarem com os clientes deles em multicanais, não somente no papel. Esse é um exemplo de um investimento que iremos fazer. Passaremos a ser cada vez mais uma empresa de multiplataformas de mídia”, conta.

Empreender no Brasil
O executivo avalia que para ser um bom gestor é preciso ter visões de médio e longo prazos. “Se eu pensasse só no resultado de 2016, abriria mão de todas as monitorias e os projetos de inovação que temos. Elas não vão representar, em 2016, 3% de nosso faturamento. Mas em 2022 pode ser que representem 20%”, frisa, ressaltando ainda a importância de manter um time de colaboradores de confiança. A boa gestão inclui ainda uma cultura de constante análise de custo do negócio e não apenas “quando a coisa aperta”.

Em tempos de crise, é preciso ainda ser responsável, “porque as pessoas estão mais nervosas, ansiosas e cautelosas na hora de fazer investimento”, e evitar apontar culpados. “Errar é importante. E se alguém falha como colaborador, caso não seja algo que tenha envolvido ética ou valor, ele errou e está acabado. Como empreendedor, um erro pode impedir inclusive que se abra uma empresa”, destaca. Segundo ele, vivemos numa sociedade que não tolera o erro, o que nos leva a sempre apostar no óbvio, dificultando a inovação.

Para Abreu, as melhores inovações vêm de empresas que estavam fora de seus campos de atuação. Provavelmente, segundo ele, isso acontece pelo olhar viciado na própria atividade. “Foco demais também é ruim, porque só vai permitir a evolução do que já existe. Às vezes, é preciso desconstruir o modelo de negócios e visualizá-lo a longo prazo para inovar”, diz o executivo, que pretende realizar três novos investimentos ainda neste ano. São todos em áreas diferentes – varejo, alimentação e tecnologias da informação e comunicação – e que vão se somar à sua rotina de trabalho na AlphaGrafics.

Clique aqui para ler a entrevista completa publicada na Revista Conselhos.

Fechar (X)