Notamos que você possui
um ad-blocker ativo!

Para acessar todo o conteúdo dessa página (imagens, infográficos, tabelas), por favor, sugerimos que desabilite o recurso.

Sustentabilidade

08/11/2021

Metas ESG fazem parte da realidade de 69% das empresas do Ibovespa

Estudo da PwC apresentado no Comitê ESG da FecomercioSP indica que 85% das companhias que compõem o principal índice da B3, mesmo desobrigadas, divulgam relatórios sobre o assunto

Ajustar texto: A+A-

Metas ESG fazem parte da realidade de 69% das empresas do Ibovespa

Relatórios de sustentabilidade são predominantes entre os documentos ESG
(Arte/Tutu)

Com a crescente relevância da pauta ESG (em português, “ambiental, social e de governança”), 85% das empresas listadas no Ibovespa – principal índice da B3, a Bolsa de Valores de São Paulo – já divulgam ao público externo relatórios sobre as ações tomadas nesta frente, mesmo sem serem obrigadas a fazê-lo. Contudo, quando se analisa a adoção de metas claras sobre o assunto, o porcentual cai para 69% das companhias.

As informações são de um estudo da consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC), divulgado na reunião do Comitê ESG, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), realizada em 27 de outubro. O encontro foi mediado pelo coordenador do comitê, Luiz Maia.

Veja também
Empresas buscam cada vez mais estar de acordo com práticas ESG
ESG precisa ser feito pelo setor privado com a participação ativa do setor público
Adotar ações nos âmbitos ambiental, social e de governança beneficia os negócios e a sociedade como um todo

Apesar de a maioria das empresas se mostrar inclinada a compartilhar informações a respeito da pauta, o levantamento, feito com 78 das 81 empresas que compõem o índice, aponta que apenas 30% submetem os relatórios a auditorias independentes, as quais asseguram a confiabilidade dos documentos.

Além disso, o estudo indica que os relatórios de sustentabilidade predominam quando se trata de compilar as atividades ligadas a ESG – é o formato favorito de 42% das empresas.

Quando se observa a participação em índices de sustentabilidade no Brasil e no mundo, 39% não se inserem em nenhuma listagem vinculada a estas questões, enquanto 37% têm suas ações distribuídas em mais de um índice e 24% participam de pelo menos um indicador.

Dentre os temas que mais aparecem nos relatórios ESG, o quesito “condições de trabalho” – envolvendo saúde, segurança, capacitação e retenção de funcionários – é abordado por 91% das companhias. Em seguida, aparecem “ética e integridade” (84%), “satisfação do cliente/consumidor” (70%), “inovação e tecnologia” (70%) e “impactos socioambientais/ações sociais” (70%).

“Quando você olha para as empresas que fazem parte do Ibovespa – tirando temas como net zero [carbono neutro], em que estão bem atrás –, a qualidade dos relatórios é comparável aos de companhias europeias, como as da Inglaterra e da Holanda, países mais avançados no assunto”, afirmou Maurício Colombari, sócio da PwC Brasil.

De acordo com ele, compartilhar exemplos exitosos é um caminho para massificar os compromissos com a pauta ESG.

“A minha preocupação é que estamos falando de um número reduzido de empresas. Na Europa, são milhares fazendo isso. Então, o meu receio não é qualitativo, mas quantitativo”, complementou Colombari. 

Ademais, observando o cenário externo, o sócio da PwC apontou que é preciso criar uma “mentalidade de cadeia de valor”, a fim de que condutas de preservação ambiental, inclusão social e governança não fiquem restritas às grandes empresas. 

“É importante usar o benchmark [referência] de outra empresa como motivação e como forma de provocar [outras empresas] à ação”, comentou Maia. “Sob a FecomercioSP, 85% das empresas representadas têm até cinco funcionários. Queremos fazer um movimento que leve ações deste tipo aos pequenos e médios negócios”, acrescentou o coordenador do Comitê ESG.

Saiba mais sobre o Comitê ESG.

Acompanhe a FecomercioSP

Para saber mais sobre as atividades de advocacy da FecomercioSP ou conhecer as atividades dos conselhos da FecomercioSP, fale conosco pelo e-mail ri@fecomercio.com.br. Se você ainda não é associado, clique aqui e conheça as vantagens.